11/10/2009

TEORIA: BURACO DE MINHOCA


Essa teoria ainda em estudo pela ciência é conhecida também como “Buraco de Verme”, consiste na Geometria do Universo que seria definida por uma rede interconectada, onde o tempo e espaço se ligariam, assemelhando-se a um atalho.

O Buraco de Minhoca seria um túnel com duas passagens que liga dois pontos distintos, sendo possível, caso essa caminho de para se atravessar, a matéria viajar facilmente sem transcorrer um longo percurso para chegar a seu destino. Ainda não encontraram uma prova direta desse Contínnum Espaço-temporal, mas é valida dentro Relatividade Geral de nossa ciência.

A idéia desses “atalhos” foi primeiramente comentada por Hermann Weyl, matemático alemão, no ano de 1921. Citando em “Annals of Physics”:

“Esta análise força a considerar-se situações...onde há um fluxo de rede de linhas de força através do que os topologistas poderiam chamar de alça ou espaço multiplamente conectado e que os físicos poderiam talvez ser desculpados por denominar mais vividamente de 'buraco de verme”

Esse nome foi criado através do exemplo em que, literalmente, um verme faz para se movimentar dentro de uma fruta, para ele é muito mais fácil cortar o caminho pelo centro do que seguir pela superfície para chegar ao lado oposto de onde se encontrava. Assim esse atalho conectaria lados opostos do universo, em uma passagem um tanto incomum.

A definição básica seria a de que o buraco de minhoca “intra-universo” é um ponto compactado do Continuum Espaço-Tempo e sua comum fronteira leva a um ponto não totalmente conectado na sua passagem, mas o espaço-tempo é simplesmente ligado.


Os Buracos “intra-universos” ligam diferentes pontos do mesmo universo, no mesmo tempo presente ou não. Essas passagens são capazes de criar atalhos de pontos muito distantes, possibilitando viajar entre eles a uma velocidade mais rápida do que a luz levaria para passar por um espaço comum. Mas há também a teoria de que esses Buracos de Verme possam criar essas ligações a outros Universos Paralelos.

A viagem no tempo também aparece como uma de suas possibilidades, criando esse atalho não a pontos distintos no universo, mas aos pontos de um espaço-tempo a outro.

A Teoria das Cordas tem observado também os Buracos, vendo-os como uma ligação entre duas D-branas (teoria conhecida como mundo de brana), suas bocas seriam ligadas às branas e conectadas por um tubo de fluxo (uma área espacial com forte campo magnético de forma tubular). Essas ligariam no subespaço 3 +1 dimensões de um universo com varias outras dimensões (sendo o tempo definido como uma).

Os cientistas ainda buscam mais informações e provas sobre estes atalhos, pois não se sabe se outros estudos relacionados juntados a relatividade geral permitiria a continuidade da existência deles na teoria, ainda mais que para serem possíveis de se atravessar precisam da existência da matéria exótica (substancia que possui densidade de energia negativa), ainda que a necessidade dela para os Buracos ainda não foi certamente estabelecida.

De qualquer forma, mesmo encontrando esses Buracos de minhoca, os cientistas não sabem quais efeitos biológicos poderia causar em um humano ao tentar transpor um deles. Talvez o Buraco não permaneça tempo suficiente para se atravessar por completo, fechando antes ou que permaneça estável sem alterar ou causar danos a saúde e raciocínio.

Embora acontecimentos, nem tão recentes em nossa civilização, podem certificar a existências desses atalhos. Diversas manifestações ufológicas têm ocorrido em muitas regiões do Planeta, chegando relatos sobre Seres de outras Dimensões ou pontos muito distantes fora do nosso Sistema Solar. Entidades Governamentais, Exercitos e Grupos de Civis, pesquisam e analizam essas informações.

Todos os detalhes sobre esses encontros apontam a presença de “Portais”, que ligariam pontos à anos luz da Terra em questão de segundos, sendo colocado para muitos desses “contatados”, detalhes do funcionamento dos Buracos de Minhocas, intitulados por sua maioria de Xendras ou o nome mais familiar Portais, pessoas estas que nem sempre tem o conheciemento das analises da Fisica e suas teorias. Essas passagem não poderiam ser feitas de forma aleatória, mas em locais denominados de “Vótices de Energia”, sendo pontos nos Universos e Planetas que se ligam, assemelham-se a uma grande teia ou rede.

O Video abaixo mostra um pedaço do documentário sobre Worm Holes (Buracos de Verme) feito pela Discovery Channel.



video